Clique aqui para fazer seu agendamento

Monitorização neurofisiológica intraoperatória (MIO)

A monitorização neurofisiológica intraoperatória (MIO) consiste na utilização de diversos métodos eletrofisiológicos de forma isolada ou em associação com o objetivo de monitorar a integridade de estruturas específicas do sistema nervoso (por exemplo partes do cérebro, medula, nervos periféricos) durante cirurgias que possam danificá-las. Os métodos eletrofisiológicos utilizados são o eletroencefalograma, eletromiografia e potenciais evocados dependendo do tipo e cirurgia.

A MIO ajuda ainda a localizar e verificar a integridade funcional em casos onde há distorção da anatomia (ex. mapear cada porção da medula nas cirurgias para tumores medulares). O objetivo da MIO é, portanto, reduzir o risco de lesão ao sistema nervoso e/ou prover orientação funcional ao cirurgião.

A MIO atualmente é utilizada para aumentar a segurança e o cuidado dos pacientes na maior parte de cirurgias de coluna, cabeça e pescoço, neurocirurgias em cérebro

Principais indicações

  • Cirurgias de tireóide e neurinoma do acústico
  • Escoliose
  • Rizotomia dorsal seletiva
  • Liberação de medula espinhal
  • Cirurgias de epilepsia
  • Cirurgias da aorta torácica
  • Cirurgias das carótidas
  • Cirurgias para clipagem dos aneurismas cerebrais
  • Localização de áreas cerebrais saudáveis em retirada de tumores cerebrais

Neurofisiologista responsável

  • Dr. Luiz Paulo Ferreira (CRM/RN 9369)

Clique aqui e agende seu exame!

Voltar