Notícias

Atenção para a Esclerose Múltipla!

Por Dr. Marcelo Marinho (CRM/RN 5681)

Atenção para a Esclerose Múltipla! - Neurolife

A esclerose múltipla é uma doença inflamatória crônica, classificada no grupo das doenças autoimunes, ou seja, naquelas em que o sistema imunológico tem uma falha e desencadeia uma resposta inflamatória contra células saudáveis do nosso organismo. Neste caso, o alvo desta agressão são as bainhas de mielina que envolvem os axónios dos neurónios cerebrais e medulares, semelhante uma capa protetora de um fio, levando à sua lesão.

A população mais acometida pela doença são as mulheres brancas e indivíduos jovens, sendo mais comum na faixa etária entre 20 a 40 anos, mas, pode acometer pessoas de qualquer idade e raça. As mulheres apresentam a doença em frequência três vezes superior à dos homens. A incidência da doença é de cerca de 15 casos para cada 100.000 habitantes, fazendo uma correlação com a cidade de Natal com cerca de 800.000 habitantes, temos 120 novos casos da doença por ano.

Os sintomas da doença são muito variáveis a depender da região específica do sistema nervoso central que foi afetada pela inflamação localizada, dando-se o nome de “surto” ao episódio de inflamação causando sintomas. Sendo assim, a doença habitualmente se apresenta na forma recorrente-remitente, onde os surtos de inflamação ocorrem várias vezes ao longo do tempo (recorrência) e os sintomas melhoram totalmente ou parcialmente entre os surtos com períodos assintomáticos (remissão). Os sintomas mais comuns são:

  • Visão turva ou dupla
  • Perda de visão (geralmente afeta um olho de cada vez).
  • Formigamentos
  • Fraqueza em um ou mais membros.
  • Sensação de "alfinetes e agulhas" na pele
  • Falta de equilíbrio
  • Incontinência urinária.
  • Problemas para movimentar braços e pernas
  • Dificuldade para andar

A esclerose múltipla pode ser difícil de diagnosticar, uma vez que partilha sinais e sintomas com várias outras condições clínicas. Diante da suspeita diagnóstica faz-se necessário uma avaliação com neurologista para confirmar a suspeita e solicitar a investigação necessária, habitualmente feita com exames laboratoriais e ressonância magnética. O tratamento desta doença vem avançando bastante, com novas medicações em curso e resultados cada vez melhores para manter sem novos surtos de inflamação.

Hoje, dia 30 de Agosto é o Dia Nacional de Conscientização Sobre a Esclerose Múltipla.  Aproveite esse dia para espalhar boa informação!

Voltar

 

www.neurolife.med.br